Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico do Comando Militar do Sudeste

Publicado: Terça, 23 de Agosto de 2016, 15h06 | Última atualização em Segunda, 26 de Dezembro de 2022, 10h10 | Acessos: 19319

Links relacionados:

O Comando Militar do Sudeste (CMSE) é um dos oito Comandos Militares de Área do Exército Brasileiro, com sede na cidade de São Paulo. É o Comando enquadrante da 2ª Região Militar, da 2ª Divisão de Exército, do Comando de Aviação do Exército e do Comando de Defesa Antiaérea do Exército.

É o único Comando Militar de Área que abrange apenas um Estado, justificado pela pujança e importância dentro do contexto nacional.

Com 132 Organizações Militares, o CMSE desempenha importantes funções junto à sociedade paulista. É o Comando Militar de Área responsável pelos Sistemas Operacionais, Logísticos e de Mobilização no Estado de São Paulo, sendo capaz de dispor da pronta resposta no cumprimento de sua missão constitucional.

Criação - Zona Militar do Centro

A Zona Militar do Centro, com sede na capital de São Paulo, foi criada em 24 de julho de 1946 pelo Decreto-Lei nº 9.510. O comando era cumulativo com o da 2ª Região Militar. Abrangia todos os Comandos e Forças com sede nos territórios dos Estados de São Paulo, Mato Grosso e Minas Gerais (2ª RM, 4ª RM e 9ª RM).

Primeira sede

Antes de ocupar o Quartel-General Integrado, a Zona Militar do Centro era sediada em um palacete localizado na Rua Conselheiro Crispiniano, entre a Rua Barão de Itapetininga e a Rua São João, hoje avenida. Construído em 1893, o palacete serviu de residência do político e empresário José Paulino Nogueira.

Em 1919, a casa foi vendida pela família e passou a ser o Quartel-General da 2ª Região, sediada em São Paulo.

Em 1946, a casa tornou-se a sede da Zona Militar do Centro.

 

 

Mudança de denominação para II Exército

Em 28 de agosto de 1956, mudou-se a denominação de Zona Militar do Centro para II Exército. 

Concurso para o novo Quartel-General

A história do Quartel-General Integrado (QGI) começa em 15 de dezembro de 1955, quando o então Comandante da antiga Zona Militar do Centro, General de Exército Olympio Falconieri da Cunha, envia ao Prefeito de São Paulo, um ofício solicitando o atual terreno do quartel.

Posteriormente, em 1956, a lei municipal nº 4.999 autoriza a cessão de uso do terreno.

Um concurso público é, então, lançado, em 1965, para definir o projeto arquitetônico do edifício destinado ao então Quartel-General do II Exército.

Entre os 28 trabalhos apresentados, o projeto vencedor foi elaborado pelos arquitetos Paulo Bastos, Léo Bomfim Jr. e Oscar Arine, com colaboração de Ubirajara Mota Lima Ribeiro, Paulo Sergio de Sousa e Silva, Gabriel Oliva Feitosa, Hitoshi Koyama, Koichi Shidara e Massayoshi Kamimura.

Integraram o júri o Coronel Augusto Cid de Camargo Osório, o Major Heinz Haltenberg, o engenheiro Ricardo Capote Valente e os arquitetos Salvador Candia, Israel Sancovsci, Jean Maitrejean e Ari de Queirós Barros.

Executada pela Construtora Ribeiro Franco, a obra foi concluída no ano de 1968.

Também em 1968, o palacete da Rua Conselheiro Crispiniano foi vendido ao Governo do Estado. Em 1977, o prédio foi demolido por ordem do Prefeito Olavo Setúbal. Hoje existe uma praça, chamada de Praça das Artes, no mesmo local.

Foto da entrega do projeto ao General Amaury Kruel, em 1965 

Inauguração do Quartel-General Integrado

O edifício foi inaugurado em 7 de maio de 1968, com a presença do então Ministro do Exército, General de Exército Aurélio de Lira Tavares, e do então Governador do Estado de São Paulo, Roberto Costa de Abreu Sodré.

Baixo e linear, o QGI foi construído de modo a não competir em altura com os prédios existentes na época. Foi considerado que o edifício seria inserido num prolongamento do Conjunto do Ibirapuera, onde predominam áreas livres, com baixa densidade de construção. Atualmente, o QGI apresenta-se circundado por muro, alheio ao projeto, por motivos de segurança.

Localizado na Avenida Sargento Mário Kozel Filho, 222, no bairro Paraíso, em São Paulo (SP), o QGI possui 14.039,10 metros quadrados de área edificada e foi construído em um terreno de 31.243 metros quadrados.

Na solenidade de inauguração também ocorreu a passagem de comando do II Exército do General de Exército Syseno Sarmento ao General de Exército Manoel Rodrigues C. Lisboa

Palavras de despedida do General de Exército Syseno Sarmento 

General de Exército Manoel Rodrigues C. Lisboa

Nova denominação: Comando Militar do Sudeste (CMSE)

Com a reestruturação da Força Terrestre, em 1985, o Comando do II Exército passou a denominar-se Comando Militar do Sudeste (CMSE).

Hoje, o Quartel-General Integrado é a sede do CMSE, do Comando da 2ª Região Militar e do Comando da 2ª Divisão de Exército. 

Fim do conteúdo da página