Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias do CMSE > Desfile de 7 de Setembro em São Paulo
Início do conteúdo da página

CPOR/SP inicia formação dos futuros Oficiais da Reserva

Publicado: Segunda, 19 de Fevereiro de 2024, 16h10 | Última atualização em Segunda, 19 de Fevereiro de 2024, 16h10 | Acessos: 144

São Paulo (SP) – Jovens recém-incorporados ao Exército Brasileiro deram início, no dia 19 de fevereiro, ao sonho de integrar a Força Terrestre como alunos do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de São Paulo (CPOR/SP) – uma das cinco escolas de formação de Oficiais da Reserva no Brasil. O ingresso dos novos militares é selado pela simbólica cerimônia de entrada pelo Portão das Armas, que marca o começo do ano de formação.

Para os 175 novos alunos, selecionados por critério de meritocracia, essa é uma oportunidade única de iniciar uma jornada profissional pautada em valores como ética, disciplina e respeito. Os recém-ingressos também vislumbram a possibilidade de mudar a própria história – isso porque os melhores colocados ao final do ano poderão, condicionado a oferta de vagas, integrar a tropa do Exército como Oficiais Combatentes Temporários por até oito anos.

Essa é a perspectiva que o aluno Victor Hugo Santello Silva enxerga ao iniciar sua trajetória na "Escola de Líderes". Morador da periferia de São Paulo, o caçula da família Santello, acredita que o Exército será o pontapé para seu aperfeiçoamento pessoal e profissional.

"Hoje moro com minha mãe, que é auxiliar de serviços gerais em uma escola em Osasco. Perdi meu pai, vítima de um problema renal há 1 ano e 7 meses. Estamos neste momento de olhar para o futuro. Penso em prosseguir no Exército, mas se isso não ocorrer ao fim deste ano de estudo, tenho vontade de ser policial e acredito que a base que terei aqui vai me ajudar a alcançar esse objetivo", afirmou.

O aluno Guilherme Bast é morador da Brasilândia, em São Paulo, e diz reconhecer no Exército a possibilidade de retribuir o esforço da mãe, que o criou sozinha. "Tudo em casa sempre foi conquistado com esforço dobrado dela. E minha mãe foi a inspiração para eu me empenhar, passar na prova do CPOR e estar hoje aqui. Quero que ela se orgulhe", disse o jovem que contou que trabalha desde os 13 anos.

Formação no CPOR

Nos próximos meses, os Alunos Santello e Bast vão participar com os demais alunos do CPOR/SP da formação básica militar, em que são ministradas instruções de ordem unida, tiro, entre outras capacitações basilares ao militar do Exército. Neste período será realizado o primeiro exercício de longa duração, com simulação de situações de combate.

Na formação inicial também serão desenvolvidos o preparo físico e os atributos da área afetiva, tais como liderança, camaradagem, iniciativa e coragem, fundamentais à atividade do combatente. Na Escola, os militares aprendem ainda a cultuar os símbolos nacionais e a aplicarem, na prática cotidiana, valores e virtudes.

Em maio terá início a segunda fase da formação do futuro Aspirante a Oficial da Reserva, com instruções técnicas e aplicações práticas nas Armas de Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia ou Comunicações, no Serviço de Intendência ou no Quadro de Material Bélico.

O Aluno Rafael Camignola Alves soube do CPOR/SP por meio de amigos e está empolgado para seguir o caminho trilhado pelo tio, que é falecido, e serviu ao Exército Brasileiro. “Ele faleceu pouco antes de eu nascer e todos que o conheceram dizem que somos parecidos. Além de poder viver essa experiência única, estar aqui é uma forma de homenageá-lo, ele amava o Exército”, afirmou. O militar é morador do bairro Imirim, vive com a mãe e um irmão, e é órfão de pai desde os 5 anos.

Ao fim da formação, os alunos que não forem selecionados para o serviço ativo temporário incorporam à reserva e passam a integrar a força mobilizável, conforme previsto em lei.

Formatura

A cerimônia de incorporação dos novos alunos do CPOR/SP teve a presença do Senador Alexandre Giordano, do Deputado Federal Celso Russomano, do Comandante Militar do Sudeste, General de Exército Guido Amin Naves, e do Chefe do Estado-Maior do Comando Militar do Sudeste, General de Brigada Rodrigo Ferraz Silva.

As autoridades civis e militares foram recebidas no Centro Solar dos Andradas, sede do CPOR/SP, pelo Comandante do CPOR/CMSP, Coronel Alexandre Lückemeyer Machado Carrion.

Em suas palavras, em discurso dirigido aos familiares dos alunos e convidados, ele destacou o legado do CPOR/SP nos mais de 90 anos à serviço da formação do Oficial da Reserva.

"Seus filhos foram selecionados para realizar o prestigioso curso de Oficiais da Reserva e estamos ansiosos para testemunhar o crescimento deles nesta jornada. Hoje eles iniciam um novo capítulo de suas vidas e, à medida que embarcam, garanto todo o apoio, respeito e orientação. Capacitamos nossos alunos para serem líderes", afirmou o Coronel Carrion.

Na sequência o General Amin destacou que o momento presenciado pelas famílias no Centro Solar dos Andradas representa o laço indestrutível entre o Exército e a sociedade. "Nas nossas escolas complementamos a formação trazida do berço, dada pelos familiares. Estes jovens que aqui estão vêm trazer sangue novo para continuidade do trabalho que fazemos desde 1648. Ao fim da jornada, esses jovens serão cidadãos prontos para colaborar com o Brasil", concluiu.

A atividade terminou com a palestra inaugural do Comandante do CPOR/SP aos pais e familiares dos alunos recém integrados.

registrado em:
Fim do conteúdo da página