Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias do CMSE > Organizações militares do CMSE incentivam civismo e patriotismo em escolas
Início do conteúdo da página

CMSE celebra 79 anos da Tomada de Monte Castelo

Publicado: Quinta, 22 de Fevereiro de 2024, 11h30 | Última atualização em Sexta, 23 de Fevereiro de 2024, 11h50 | Acessos: 151

São Paulo (SP) – O Comando Militar do Sudeste (CMSE) realizou, no dia 22 de fevereiro, uma solenidade alusiva à Tomada de Monte Castelo, em seu quartel-general.

Integrantes do Comando do CMSE, do Comando da 2ª Divisão de Exército, do Comando da 2ª Região Militar, da Base de Administração e Apoio do Ibirapuera e do 8º Batalhão de Polícia do Exército entraram em forma no Pátio Sargento Mário Kozel Filho para exaltar a participação brasileira nos campos de batalha da Itália durante a Segunda Guerra Mundial e reverenciar os heróis brasileiros que integraram a 1ª Divisão de Infantaria Expedicionária.

A cerimônia foi marcada pelo canto da Canção do Expedicionário, pela leitura da ordem do dia, pela deposição de uma corbelha de flores junto ao Monumento Simbólico aos Soldados Brasileiros Mortos em Combate e pelo desfile da tropa ao som da Banda do CMSE.

O Comandante Militar do Sudeste, General de Exército Guido Amin Naves, destacou a resiliência e o desassombro dos Pracinhas, como ficaram conhecidos os combatentes da Força Expedicionária Brasileira (FEB). "Qualquer que seja o desafio que tenhamos que enfrentar nos dias de hoje, o desafio dos nossos Pracinhas foi muito maior", enfatizou.

Estiveram presentes o General de Exército Francisco Carlos Modesto, antigo Chefe do Estado-Maior do Exército, o Vice-Almirante Guilherme Dionísio Alves, Diretor do Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo, o General de Divisão Pedro Celso Coelho Montenegro, Comandante da 2ª Divisão de Exército, o Vice-Almirante Marco Antônio Ismael Trovão de Oliveira, Comandante do 8º Distrito Naval, o General de Divisão Alexandre de Almeida Porto, Comandante da 2ª Região Militar, o Major-Brigadeiro do Ar Luiz Cláudio Macedo Santos, Comandante do IV Comar, entre outras autoridades.

Tomada de Monte Castelo

Entre 24 de novembro de 1944 e 21 de fevereiro de 1945, a Batalha de Monte Castelo marcou a primeira vitória brasileira durante o conflito entre as tropas aliadas e as forças do Exército Alemão.

Para que os Aliados pudessem alcançar Bolonha, era preciso romper a Linha Gótica, um complexo defensivo dos alemães, formado por fortificações nos montes Apeninos. Se conseguissem rompê-la, os Aliados poderiam utilizar uma estrada conhecida como Rota 64.

As primeiras tentativas de tomar Monte Castelo, em novembro, foram fracassadas. Em dezembro, as nevascas e o intenso frio do inverno europeu tornaram as condições ainda mais complicadas para os brasileiros.

Após o final do inverno, em fevereiro de 1945, uma nova operação foi iniciada. Os brasileiros atacaram com a 10ª Divisão de Montanha do Exército Americano e, no dia 21 de fevereiro, após 12 horas de combate, finalmente conquistaram Monte Castelo.

Fotos: Sgt Marcos, Sd Norberto e Sd Chagas

registrado em:
Fim do conteúdo da página